Marcenaria

Saiba mais sobre os tipos de serras ideais para cada corte na marcenaria

05/06/2017
serrasideaisparacadacorte-serras-ideais-para-cada-corte-marceneiro-marcenaria-cortandomadeira-cortando-madeira-serrandomadeira-serrando-madeira

O que caracteriza principalmente uma serra são, acima de tudo, os seus dentes, que permitem fazer cortes especiais na madeira. Porém, como outras ferramentas, a serra também se divide em tipos diferentes, com um corte diverso.

Você se interessa pelo assunto? Quer saber como usar a ferramenta certa em seu negócio ou atividade? Leia o post e veja os principais tipos de serra que são usados em marcenarias!

Os tipos de serra manual

As serras manuais são empregadas em tábuas, aglomerados, painéis de madeira maciça, compensado, MDF e assim por diante.

O punho é confeccionado, na maioria das vezes, em madeira.

O formato dos dentes é variável: verticais para traçar; semi-deitados para serrar também no sentido dos veios (dupla ação). Vale dizer que a quantidade de dentes por polegada (TPI) é igualmente importante.

Veja agora os tipos de serra manual:

Serrote de costas

Apresenta lâmina retangular com costas reforçadas por banda de metal que a conserva reta. Tem dentes finos que são indicados para folheados, molduras e perfis.

Serra de esquadrilhar

É uma guia com corte de metal, que apresenta precisão elevada. Nela, é ajustada uma serra com posição regulável conforme determinados ângulo ou de grau em grau.

Serra de caixilhos

Parece com o serrote, mas é menor e tem dentes com inclinação reduzida. Sua função é serrar ripas mais finas, entalhes, molduras.

Serra de painéis

Possui um nariz dentado muito útil, pois possibilita iniciar o corte no meio de um painel sem necessidade de furos.

Serrote de ponta

Tem uma lâmina longa e estreita que culmina em uma ponta. O punho se assemelha a uma pistola.

Com ele, o marceneiro pode realizar cortes em curva e aberturas, desde que faça antes um furo.

Serra universal

Usada para serrar uma diversidade de materiais, como madeira, metal e plástico.

Serra de arco ou recorte

Possui um arco de metal e uma lâmina longa e desmontável.

Serra de rodear

Seu arco mais profundo também é metálico, mas os dentes são virados para baixo.

Muito utilizada para executar operações de modelagem e para recortar contornos arredondados em folheados.

Serra para concreto celular

Possui dentes bem temperados (diamantados), apropriados para serrar blocos de concreto celular.

Serra de metais

Possui arco de metal e dentes voltados para fora. Serve para o corte de madeira, plástico e metais.

Existe também a serra de metais júnior, que tem lâmina muito afiada e conta, geralmente, com 32 TPI.

Existe ainda a minisserra de metais, cuja lâmina está ajustada a um punho simples. É recomendada para trabalhos de peças mais complicadas.

Os tipos de serra elétrica

Vamos considerar agora os tipos de serra elétrica, que tornam bem mais fácil as atividades de confecção de móveis.

As serras de dentes alternados são muito usadas no dia a dia do marceneiro, oferecendo o corte padrão na madeira maciça (cortes longitudinais). Os dentes trapezoidais também são comuns (um dente reto, alternado com um chanfrado, em ambos os lados), fornecendo bom acabamento e evitando lascas em compensados e folheados.

Entenda mais a fundo essas ferramentas:

Serra circular

Apresenta diversos tipos de discos, podendo ser usada em materiais diferentes. As lâminas com dentes largos (tratamento de carbono) serram perfeitamente no sentido do veio.

Seus cortes grossos só não são indicados para metais de carbono, pedra, alvenaria, madeira com pregos.

A lâmina universal serra e traça madeira maciça. O disco de traçar, com corte mais fino e mais dentes, pode cortar pregos. A lâmina de dentes mais finos é apropriada para plásticos menos espessos e painéis de isolamento.

Serra tico-tico

A rotação do motor permite uma movimentação vertical de vaivém, que põe a lâmina em funcionamento e permite ainda uma movimentação de pêndulo. Essa movimentação simultânea facilita o trabalho e reduz o desgaste da lâmina.

Ideal para executar curva. Quanto mais estreita for a lâmina, mais cortes fechados produzirá. Geralmente, a lâmina é fixa, mas existem modelos em que ela gira sobre si mesma.

E então, já conhecia tantos tipos de serra? Aproveite e assine a nossa newsletter para receber mais novidades como esta.

 

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário