Planejamento estratégico: passo a passo para sua fábrica de móveis

Planejamento estratégico: passo a passo para sua fábrica de móveis

Planejamento estratégico fábrica de móveis

A expansão equilibrada do negócio, o volume mais alto de vendas e o destaque da concorrência são objetivos de todo proprietário de uma fábrica de móveis. Esses efeitos são resultado de um planejamento estratégico bem estruturado.

Ele prevê um processo contínuo de criação, implantação e análise de decisões que fazem a sua empresa alcançar os objetivos traçados. Ou seja, para que você tenha sucesso precisa saber como está a saúde financeira da fábrica, verificar se o negócio atende aos requisitos do mercado, acompanhar o fluxo de caixa e fazer estimativas a respeito de onde quer chegar.

No post de hoje, vamos trazer um conteúdo avançado com o passo a passo para traçar as estratégias que devem ser seguidas pela sua fábrica moveleira. Além disso, você vai entender a importância desse planejamento e como ele pode auxiliar os processos de organização gerencial.

Vamos lá?

A importância do planejamento estratégico

Esse processo gerencial indica qual caminho se deve seguir, o que permite que o empreendedor se antecipe às ameaças e faça um diagnóstico de melhorias e oportunidades.

Segundo o pai da Administração moderna, Peter Drucker, “quando a empresa traça objetivos e metas e busca alcançá-los, ela tem claramente definido porque ela existe, o que e como faz e onde quer chegar”.

Por essa afirmação, fica claro que não se deve vislumbrar somente o lucro e o faturamento. O foco do planejamento das estratégias deve residir nos processos de organização gerencial da fábrica. O empreendedor também deve realizar outras ações, como:

  • Verificação dos produtos para identificar a existência de recursos suficientes para o acabamento e o design, que exigem materiais diferentes;
  • Uso de tecnologias avançadas, como o ERP (Enterprise Resource Planning, ou planejamento de recursos da empresa);
  • Utilização de mão de obra qualificada.

Esses elementos devem ser escalonados para garantir o sucesso e a melhoria gerencial. Quais outros passos devem ser seguidos? Confira a seguir:

1. Avalie a situação atual da empresa

O planejamento deve começar a partir da avaliação de alguns pontos específicos. Você deve responder às seguintes perguntas:

  • Quem somos?
  • Qual a nossa missão, visão e valores?
  • Qual público atendemos?
  • Queremos atingir outro público?
  • Qual nosso posicionamento no mercado?
  • Temos foco e clareza na estratégia, inclusive com a definição de objetivos e metas, pontos fortes e fracos e público-alvo?

2. Defina onde a empresa quer chegar

A avaliação da situação atual da empresa leva à definição de onde se quer chegar. Deve-se traçar objetivos e identificar o que é necessário fazer para chegar lá. Por exemplo: aumentar o faturamento. Em seguida, deve-se identificar o que deve ser melhorado para alcançar as metas.

O último passo dessa etapa é construir um plano de ação para implementar a estratégia. Vale lembrar que esse recurso é uma ferramenta importante para o acompanhamento e planejamento das atividades.

3. Verifique suas necessidades tecnológicas

O sucesso da sua fábrica de móveis depende dos avanços tecnológicos que você implementa. A primeira atitude a tomar é analisar se o maquinário atual consegue atender o público-alvo.

Nesse momento você deve estar atento às novidades, como as impressoras que fazem desenhos diretamente na madeira (centro de usinagem com CNC, ou seja, Central Numeric Command).

Sua fábrica deve fazer investimentos em novas tecnologias sem esquecer do processo de embalagem. Esse é um erro comum entre os empreendedores do setor, mas existem diversos processos modernos em relação a esse elemento.

Por exemplo: você pode usar plásticos encolhíveis, que aceitam temperaturas altas e protegem e compactam as peças. Assim elas são entregues com segurança e firmeza.

Não podemos esquecer também dos ERPs, softwares de gestão que ajudam no planejamento das estratégias do setor moveleiro. Esse sistema demonstra aos profissionais da sua fábrica de móveis todos os estágios do processo produtivo, desde o pedido do consumidor até o fluxo de caixa e a entrega da mercadoria.

O ERP para fábricas moveleiras permite analisar de forma mais adequada o pedido recebido na venda, identificar a necessidade de compra de matéria-prima, verificar as contas a receber etc.

Ele também contribui para aumentar o controle da gerência, já que especifica todas as funções e etapas, bem como as atividades de cada colaborador, quanto tempo ele despendeu para realizar a tarefa, o que foi realizado, se alguma máquina precisou ser regulada, entre outras informações.

Em resumo, o ERP repassa detalhes do processo produtivo ao integrar as informações dos diversos setores da empresa. Com isso é possível controlar a produtividade, prever desembolsos, controlar e gerenciar o estoque, prever a entrada e a saída de mercadorias e muito mais.

4. Busque mão de obra qualificada

A tecnologia é importante, mas sem mão de obra qualificada não é possível ter qualidade. Os profissionais devem ser especializados para conseguirem operar as máquinas da produção, interpretar os dados fornecidos pelo ERP, atender bem os clientes e ter habilidade para entregar e instalar os móveis na casa do comprador.

A empresa também deve investir nos treinamentos e repassar aos colaboradores todas as etapas que compõem o processo produtivo. Assim eles se mantêm atualizados e podem encontrar soluções para os problemas do dia a dia.

Outra vantagem de contar com uma mão de obra qualificada é o fato de que os funcionários de negócios moveleiros devem estabelecer uma relação de confiança com o cliente devido à durabilidade dos móveis. Se o consumidor tiver uma experiência positiva, a sua marca será sempre lembrada.

5. Acompanhe as tendências de design do produto

O Brasil é um país referência em design do setor moveleiro, o que exige que as fábricas estejam atentas às tendências, como a do minimalismo e do estilo escandinavo. O acompanhamento dessas novidades deve ser feito constantemente, porque o design moveleiro é bastante mutável, mesmo com uma maior durabilidade dos produtos.

Segundo essas dicas, fica evidente que as fábricas de móveis precisam pensar em suas estratégias para poderem alcançar o máximo de eficácia. Esse planejamento deve ser elaborado pela direção, mas contar com a ajuda de todos os colaboradores. Somente dessa forma ele poderá ser implementado de maneira efetiva.

Agora que você já conhece o passo a passo do planejamento estratégico da sua fábrica de móveis, que tal compartilhar a sua experiência? Deixe um comentário no post e indique em que etapa está o seu negócio!

Compartilhe este artigo

Artigos relacionados

O mercado moveleiro está em constante expansão no Brasil e o Rio Grande do Sul lidera o cenário. Saiba mais sobre a importância da Promob para esse setor.
Fábricas, Marcenaria

Setor moveleiro: conheça os estados brasileiros que se destacam

Woman monitors dark office
Fábricas

CONHEÇA 3 FERRAMENTAS DE BUSINESS INTELLIGENCE E OS SEUS BENEFÍCIOS

promobsoftwaressa_promob_image_582
Fábricas

ENTENDA OS BENEFÍCIOS DA RELAÇÃO ERP E BI

Inscreva-se

Acompanhe artigos, dicas e tutoriais sobre o mercado moveleiro.