Design e Decoração

Marketing pessoal nas redes sociais: 4 passos para designers de interiores

08/05/2017
marketingpessoal-marketing-pessoal-celular-usandocelular-usando-celular-

O marketing pessoal é a chave para quem quer ter sucesso na carreira. Isso vale para praticamente todas as profissões, mas é ainda mais importante para quem atua como designer de interiores. Por quê? Muito simples: se você segue essa carreira, sabe da importância da criatividade. E é isso que faz diferença para que você obtenha êxito na profissão.

Já ouviu falar daquele ditado que diz “casa de ferreiro, espeto de pau”? Pois é, o designer de interiores não pode se dar ao luxo de estar ausente das redes sociais, de possuir um portfólio desatualizado e um currículo que parece ter sido elaborado nos anos 1980.

O marketing pessoal nessa área envolve um cuidadoso trabalho da sua própria imagem como profissional, jogando luz sobre os seus trabalhos, conquistas e realizações. Quem for tímido ou discreto demais, precisa começar a se soltar para buscar êxito na profissão.

Veja, abaixo, 4 passos para você fazer com que a sua carreira decole por meio do marketing pessoal:

1. Abuse das redes sociais

Se você não gosta da exposição e do excesso de invasão das redes sociais, é hora de rever seus conceitos. Atualmente, os acontecimentos mais importantes do mundo estão circulando por essas páginas e você não pode ficar de fora.

Cada rede social é voltada para um tipo diferente de exposição e os designers de interiores podem usufruir dos recursos de algumas delas. Veja em quais redes você deve criar um perfil imediatamente:

Instagram

Atualmente, o Instagram é considerado uma verdadeira janela para o mundo, por meio dos olhos dos seus usuários. A rede social de fotografias vem crescendo bastante e é uma importante vitrine para quem trabalha com imagem.

Se você é designer de interiores, certamente tem um olhar apurado para extrair belas imagens. Então, que tal colocar a sua câmera para funcionar e publicar fotos que estejam relacionadas ao seu trabalho?

Por meio do Instagram, você pode até conseguir clientes para o seu futuro escritório de design de interiores!

Pinterest

O Pinterest vem se tornando um banco de referências quando o assunto é decoração, design, arquitetura, artesanato etc. Você pode criar uma categoria própria e alimentar sua página com soluções de decoração e design, com cores, texturas e estilos próprios, que farão com que os usuários se interessem pelo seu trabalho.

Youtube

Se você tiver boa desenvoltura em frente às câmeras, chegou a hora de pensar na possibilidade de ter um canal no Youtube. Muitas pessoas estão obtendo êxito nessa rede social, seja comentando banalidades do dia a dia, seja demonstrando seu trabalho profissional por meio de dicas e soluções práticas.

Se for o seu caso, vale a pena investir em um bom equipamento de filmagem e edição, para conseguir se diferenciar no meio da infinidade de conteúdos que essa rede social possui hoje em dia.

Linkedin

Trata-se de uma rede social obrigatória para qualquer profissional. Embora não possua uma interface muito amigável, o Linkedin é um espaço interessante para que você exponha suas conquistas profissionais e alimente o networking conquistado em cursos, palestras e seminários sobre o tema design de interiores.

2. Capriche no currículo

Antigamente, o currículo era apenas um documento no qual você listava todas as suas habilidades, cursos, formações e realizações. Mas pense bem: quantos currículos você acha que um recrutador recebe quando abre uma vaga?

Pois é, são inúmeros. Por isso, no meio de toda essa papelada, é preciso encontrar uma maneira de se diferenciar. No caso dos designers de interiores, essa é uma necessidade ainda maior, pois a criatividade será uma das peças-chave na avaliação. E se o seu currículo já não é criativo o suficiente, pode ser descartado logo de cara.

Não que o currículo precise ser um festival de cores, mas ele deve trazer a sua marca profissional como designer, por meio deu esquema de cores discretas e que valorize as informações constantes.

É preciso ser direto, incluir seus objetivos profissionais e referências eletrônicas dos seus principais trabalhos. Cuidado com a inclusão de fotos, pois o recrutador pode querer imprimir o documento e, com isso, elas perdem qualidade.   

3. Invista em um networking qualificado

Networking é a sua rede de relacionamentos profissionais. E ele é fundamental para que você tenha êxito na carreira, já que o networking é a melhor maneira de se conseguir boas colocações no mercado.

Mas como conseguir um bom networking? A resposta certa é: com a sua própria presença. O profissional que não é notado, não é lembrado. Por isso, a melhor maneira de se manter em evidência dentro do seu círculo profissional é fazendo com que o seu trabalho apareça em todas as oportunidades.

Portanto, é fundamental participar de palestras, cursos, seminários e painéis de debate, tanto na condição de protagonista quanto como ouvinte. Se estiver na plateia, faça perguntas, levante temas a serem debatidos e procure elogiar os expositores ao final do trabalho.

Sem ser invasivo, ou desagradável, encontre sempre uma maneira de colocar seu trabalho em evidência. Uma boa dica, é procurar faculdades que possam se interessar por uma palestra para os estudantes de design de interiores ou arquitetura.

4. Seja muito antenado

O bom designer de interiores deve estar antenado a todas as tendências da profissão. Esta é uma área na qual as novidades são constantes e você precisa estar sempre por dentro de tudo, para trazer sempre novas soluções e fazer com que seu trabalho esteja sempre atual.

Leia muito, assine revistas e jornais do setor, procure fazer cursos (existem alguns que são, até mesmo, gratuitos), busque comunidades e fóruns na Internet e use grupos do Facebook ou Linkedin para conversar sobre o tema.

Não tenha medo de perguntar e demonstre curiosidade sempre que encontrar algo novo que você ainda não conhece. Certamente, isso fará diferença para o seu futuro profissional.

Como você viu, para prosperar como designer de interiores, é preciso investir bastante no marketing pessoal. Mas também é preciso ficar atento aos exageros e evitar deslizes. Para ajudar na sua caminhada, que tal aprender um pouco mais sobre o Pinterest, uma das redes sociais mais importantes para a sua profissão? Baixe o nosso conteúdo “Guia do Pinterest para Designers de Interiores” e crie o seu perfil o mais rápido possível!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário