Marcenaria

Marceneiro: saiba como separar finanças pessoais e da empresa!

05/05/2017
Pessoa-calculando-numa-mesa-somando-gastos-e-lucros-homem-trabalhando-calculando-os-custos-do-seu-próprio-negócio-com-caneta-e-fita-métrica

Quem é dono do próprio negócio, certamente já se deparou com a dificuldade de se fazer a gestão financeira da empresa. E um dos grandes problemas, principalmente para quem possui uma pequena empresa, é separar as finanças pessoais das empresariais.

Você, que é marceneiro, certamente já deve ter pensado em utilizar dinheiro do caixa da marcenaria para pagar a escola dos filhos. Ou, por outro lado, também pode ser tentador utilizar algum recurso do orçamento doméstico para cobrir despesas do negócio.

Isso pode causar uma desorganização que pode ser fatal para você. Ao misturar as finanças, você dificulta o acompanhamento da saúde financeira da sua marcenaria e, em pouco tempo, pode se deparar com uma situação irreversível e insustentável.

Mas calma, não precisa se desesperar. Embora pareça difícil, separar as finanças pessoais das empresariais não é. Basta um pouco de atenção e organização para que tudo ocorra da melhor forma possível.

Contas correntes separadas

A primeira providência para organizar corretamente as finanças é possuir contas correntes separadas para você e para o seu negócio. Isso é importante inclusive porque o banco pode oferecer soluções diferenciadas para a sua empresa, que não seriam possíveis de serem obtidas por meio de uma conta de pessoa física.

Todos os recursos da empresa devem ser alocados em sua própria conta, para que você tenha uma melhor noção da saúde financeira da marcenaria. Não utilize recursos da conta de pessoa física para fomentar o negócio.

Planejamento financeiro em primeiro lugar

Você já deve ter ouvido falar de como o planejamento financeiro é importante, tanto para a gestão da marcenaria quanto para a sua vida pessoal. E ele é, também, um instrumento fundamental para que você consiga separar as finanças pessoais das empresariais.

O ideal é manter duas planilhas, cada uma com suas contas correspondentes, para que você tenha uma visão global de toda a situação.

Organização do fluxo de caixa

O fluxo de caixa é o controle de todas as receitas e despesas da sua marcenaria. O ideal é realizar o controle diário, para que você não perca o controle financeiro do seu negócio.

Um fluxo de caixa bem-feito ajuda você a saber o que é necessário em termos de recursos para que a marcenaria continue funcionando de forma autônoma, sem a utilização dos seus recursos pessoais.

Empréstimo, só se for no banco

Como já foi dito, os bancos possuem produtos voltados especialmente para fomentar os investimentos empresariais. Por mais tentador que seja, não utilize recursos próprios para realizar qualquer melhoria na sua empresa.

A razão é simples: o seu orçamento doméstico é calculado para suprir as necessidades da casa e da família. Em geral, investimentos empresariais geram retorno a médio e longo prazo e você pode ficar sem recursos para manter a sua casa em ordem, caso utilize dinheiro próprio para investir no negócio. O ideal, sempre, é buscar soluções próprias para a marcenaria.

E então, pronto para começar a cuidar melhor das finanças pessoais e empresariais? Se você tem mais alguma sugestão, ou ainda ficou com dúvidas sobre este conteúdo, deixe seu comentário aqui no post!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário