Gestão de indicadores: a importância para a sua fábrica de móveis

Gestão de indicadores: a importância para a sua fábrica de móveis

gestão de indicadores para fábrica de móveis

O lucro não é a única e nem a melhor forma de se avaliar o sucesso de um negócio. Para compreender e medir os resultados de uma empresa de maneira eficaz e precisa, é necessário estabelecer e acompanhar indicadores de desempenho, que são as métricas relevantes aos objetivos de uma organização.

Em uma fábrica de móveis, são inúmeras as variáveis que colaboram para o que pode ser considerado um bom resultado. Uma gestão eficiente precisa acompanhar todas elas com atenção, tomando decisões quando for necessário para prevenir e reverter um desempenho ruim ou para potencializar oportunidades de melhoria.

Neste artigo, vamos explicar melhor o que são e como fazer a gestão de indicadores de desempenho. Também vamos ensinar a você como utilizá-los em uma fábrica de móveis para deixar seus processos mais eficientes. Boa leitura!

O que são indicadores de desempenho?

Um indicador de desempenho é uma forma de quantificar os resultados de uma equipe de acordo com seus objetivos organizacionais e metas.

Também chamados de indicadores-chave de desempenho ou KPIs, sigla para o inglês Key Performance Indicator, eles são formados por métricas que exponham dados úteis e diretamente relacionados à geração de valor de um negócio.

É muito importante estabelecer e acompanhar indicadores de desempenho. Como eles expressam de forma clara a performance de uma empresa, são extremamente úteis para o processo de tomada de decisões.

Além disso, os KPIs são importantes para que uma empresa possa comunicar de forma objetiva e direta os seus resultados para todos as partes interessadas, incluindo os colaboradores.

Como formular indicadores de desempenho para uma fábrica de móveis?

Antes de começar a pensar em indicadores de desempenho, é importante que os gestores tenham metas claras e bem estabelecidas que estejam alinhadas com os objetivos da empresa. A partir dessas metas, é possível entender quais são as métricas relacionadas que podem se transformar em indicadores de desempenho.

Todos KPIs precisam ser, de alguma forma quantificáveis. Não é possível elaborar um indicador de desempenho com base em análises subjetivas: eles precisam ser mensuráveis, com números absolutos ou porcentagens que partem de métricas confiáveis.

É importante entender que um indicador deve ir além de uma simples informação. Em alguns casos, os indicadores podem ser formados por mais de uma métrica ou pela manipulação dela. Eles precisam estar diretamente relacionados com uma meta.

Se na empresa existir uma meta de aumentar a participação no mercado de cadeiras, por exemplo, alguns indicadores razoáveis seriam, naturalmente, o market share nessa área, a quantidade de cadeiras produzidas em um mês e a quantidade de cadeiras vendidas em um mês por exemplo.

Para avaliar bem os resultados de uma empresa, é necessário elaborar diversos indicadores de desempenho que serão acompanhadas regularmente. Cada negócio determina os KPIs mais relevantes para as suas atividades, mas vale a pena citar algumas categorias mais comuns deles:

  • indicadores de qualidade: são as métricas que avaliam se as saídas da linha de produção atendem aos padrões de qualidade da fábrica e dos consumidores;
  • indicadores de capacidade: com eles, o gestor consegue saber quantos móveis de quais tipos a fábrica é capaz de produzir em um determinado período de tempo;
  • indicadores de lucratividade: normalmente é a relação percentual entre o valor do lucro e as vendas totais de um produto;
  • indicadores de produtividade: são os que demonstram a eficiência da empresa, relacionando, por exemplo, a quantidade de horas empenhadas em um produto ou quantas unidades de um móvel específico são concluídas em um mês;
  • indicadores estratégicos: são os indicadores que dão visão dos objetivos mais gerais e metas da empresa. Costumam ser os KPIs mais importantes para o negócio.

Boa parte dos indicadores que fazem sentido para uma fábrica de móveis estará em alguma das categorias citadas acima. Um indicador que revele, por exemplo, quantos m² de chapas de madeira são gastos em um mês pode ser um bom indicador de produtividade, enquanto a taxa de retorno de clientes após uma primeira compra possa ser um indicador estratégico interessante.

Como acompanhar e avaliar indicadores de desempenho?

É possível elaborar tantos indicadores de desempenho quanto forem necessários para que a empresa consiga expressar seus resultados de forma clara e concisa. Mas para fazer com que eles realmente acrescentem valor ao negócio, é preciso acompanhá-los o tempo todo e utilizá-los no processo de tomada de decisões.

O primeiro passo para isso é se certificar de que os indicadores de desempenho são baseados em métricas precisas e confiáveis. Se algo não pode ser mensurado com exatidão ou se a fonte de informações e dados falha na credibilidade, aquilo não pode ser um indicador de desempenho efetivo

Uma dica aqui é utilizar um software especializado em gestão como um ERP para calcular e monitorar KPIs. A sigla ERP significa Enterprise Resource Planning e pode ser traduzida livremente como planejamento de recursos corporativos.

Esse sistema costuma centralizar todos os dados e processos da organização, facilitando a criação de novos indicadores de desempenho, já que as informações necessárias já estarão disponíveis.

Além disso, os softwares de ERP costumam apresentar em sua tela inicial a chamada Dashboard, onde todos os indicadores de desempenho da empresa são exibidos de forma panorâmica, às vezes até em tempo real.

Hoje já existem opções excelentes de ERPs direcionados para fábricas de móveis, que também ajudam a organizar os processos da empresa, incluíndo os produtivos.

Mas é bom ressaltar que os indicadores de desempenho não estão ali apenas para serem admirados. Eles serão usados o tempo todo no cotidiano da empresa para guiar os negócios e motivar a equipe.

Se notar que um KPI não vai muito bem, um gestor tem a responsabilidade de tomar as ações necessárias para que esse indicador se recupere, evitando, assim, danos maiores.

Algumas vezes, a empresa até vai bem financeiramente, mas não tem capacidade produtiva para atender a todos os seus clientes por conta de algum gargalo, por exemplo. Em longo prazo, isso vai devastar a imagem do negócio e reduzir as chances de sucesso da organização.

Da mesma forma, se um KPI apresenta subitamente resultados muito positivos, é um dever do gestor entender o que causou aquela variação e, se possível, replicar essa ideia em outros setores da empresa.

Por fim, também vale lembrar do valor dos indicadores de desempenho para a equipe, em especial os de produtividade: saber que as metas estão sendo alcançadas e que os resultados estão satisfatórios é um excelente motivador para os colaboradores.

Agora que você já sabe o que são, como utilizá-los e como fazer a gestão de indicadores de desempenho, que tal assinar nossa newsletter e ficar por dentro dos melhores conteúdos do setor moveleiro?

Compartilhe este artigo

Artigos relacionados

O mercado moveleiro está em constante expansão no Brasil e o Rio Grande do Sul lidera o cenário. Saiba mais sobre a importância da Promob para esse setor.
Fábricas, Marcenaria

Setor moveleiro: conheça os estados brasileiros que se destacam

Woman monitors dark office
Fábricas

CONHEÇA 3 FERRAMENTAS DE BUSINESS INTELLIGENCE E OS SEUS BENEFÍCIOS

promobsoftwaressa_promob_image_582
Fábricas

ENTENDA OS BENEFÍCIOS DA RELAÇÃO ERP E BI

Inscreva-se

Acompanhe artigos, dicas e tutoriais sobre o mercado moveleiro.