Gestão

Diminua já os custos de retrabalho da sua fábrica de móveis!

05/03/2018

Uma das formas mais eficientes de enxugar as contas em uma fábrica de móveis é reduzindo os custos de retrabalho, que são as despesas geradas quando é preciso readequar um produto que foge aos padrões de qualidade da empresa. Ou seja, refazer algo que já deveria estar pronto.

O retrabalho sai muito caro em qualquer tipo de negócio. Além do desperdício de esforço e materiais, ele é um sintoma de uma desorganização da gestão que pode estar minando a geração de valor e os resultados da fábrica.

Neste artigo, vamos esclarecer melhor quais são as situações que podem gerar retrabalho em uma fábrica de móveis e como prevenir ou solucioná-las. Boa leitura!

O que é o retrabalho?

O retrabalho na indústria é efetivamente qualquer tipo de ação feita sobre um produto para corrigi-lo. Na prática, considera-se que o retrabalho existe sempre que é necessário refazer uma tarefa por falha na qualidade ou discordância nos requisitos do projeto.

Nem sempre o retrabalho é resultado de um erro ou omissão em uma etapa do processo produtivo: algumas vezes, ele acontece por alterações nos requisitos do produto ou interpretações conflitantes sobre eles.

Um exemplo de retrabalho em uma fábrica de móveis é quando, ao iniciar o processo de montagem de um móvel qualquer, a equipe nota que existe um erro no tamanho das peças e é preciso voltar para a mesa de corte para acertá-las.

Quais são as consequências do retrabalho?

A principal consequência do retrabalho é o aumento do custo efetivo de produção da fábrica. Quando um produto precisa retroceder na linha produtiva, ele se torna imediatamente mais caro. Mais esforço da equipe é despendido sobre ele e, possivelmente, mais materiais serão consumidos.

Em alguns casos extremos, pode ser necessário recomeçar do zero e descartar tudo que já havia sido construído anteriormente, o que é péssimo do ponto de vista financeiro e organizacional.

Além disso, o desperdício de tempo e a sensação de fracasso causadas pelo retrabalho podem afetar seriamente a motivação da equipe, o que pode despertar consequências ainda mais graves no longo prazo.

Outro problema causado pelo retrabalho é a redução da eficiência da fábrica, que será mais lenta para entregar um produto e, por isso, produzirá menos. Essa lentidão pode fazer com que prazos sejam perdidos e, junto com eles, clientes mais exigentes.

Quais situações podem gerar retrabalho em uma fábrica de móveis?

Existem diversas situações que podem gerar o retrabalho em uma fábrica de móveis e, em quase todas elas, a responsabilidade principal é da gestão.

O tipo mais comum de retrabalho acontece quando a qualidade de um produto é rejeitada. Isso é especialmente trágico quando quem percebe o erro é o cliente final, já em posse do móvel.

Além da perda de credibilidade com aquele cliente, essa situação mostra que não só houve falha na linha de produção como também nos controles de qualidade da fábrica. Idealmente, a qualidade é algo que acontece não só ao final da linha produtiva, mas sim após cada etapa do processo.

Isso significa que, tão logo um produto saia da mesa de corte, é fundamental que exista um controle de qualidade para verificar se ele atende aos requisitos exigidos pela próxima etapa, que seria a colagem ou a furação, dependendo da estrutura organizacional da fábrica.

Se essa falha no corte não é notada e avança até, por exemplo, a montagem, significa que ou não existe controle de qualidade entre as etapas produtivas ou os requisitos definidos para eles estão inadequados.

É fundamental estabelecer controles de qualidade efetivos entre cada uma das etapas da produção. Com isso, qualquer falha é notada rapidamente, reduzindo o tamanho do retrabalho.

Outro tipo de situação que gera o retrabalho é quando a equipe não compreende os requisitos do produto, seja por uma incapacidade técnica ou, mais usual, falha de comunicação. Quando isso acontece, o time trabalha efetivamente para entregar algo que não é o que foi pedido.

Também pode acontecer do retrabalho ser gerado não por um erro, mas sim por alterações nos requisitos do produto. Esse tipo de ocorrência acontece quando algo está sendo desenvolvido especialmente para um cliente e ele muda de ideia sobre as especificações do móvel ou quando o projeto precisa ser alterado para cumprir alguma nova demanda dos responsáveis pelo planejamento.

Por fim, vale destacar que algumas vezes o retrabalho é fruto de erros simples na produção, causados por distrações, incapacidades técnicas ou até mesmo azar.

Como reduzir ou eliminar os custos do retrabalho?

A grande vacina do retrabalho se chama organização. Para evitar todo tipo de situação que gera retrabalho, é essencial que a equipe operacional e a gestão estejam alinhados em um planejamento estratégico completo e eficiente.

E uma parte importante disso é a estruturação dos processos produtivos da fábrica: é fundamental mapear todas as atividades realizadas na fábrica de móveis, descrevê-las com clareza e explicitar quais são as suas entradas e saídas, bem como os pontos de interdependência e conexão com as tarefas antecessoras e sucessoras.

Uma dica aqui é realizar isso com o suporte de um ERP especializado no setor moveleiro, um tipo de software também chamado de sistema de gestão integrada. Esta ferramenta consegue centralizar todas as informações sobre a produção, desde a compra de matérias-primas e projeto até a entrega final ao cliente.

Com o ERP, é possível sequenciar o fluxo de atividades com muito mais facilidade, ter uma visão sistêmica sobre toda a linha produtiva e acompanhar os resultados com indicadores precisos que mostram para a gestão tudo que acontece no operacional.

Por fim, uma comunicação interna qualificada e capaz de atingir o público interno com as informações essenciais sobre a empresa e o trabalho realizado também pode ser uma eficiente ferramenta para minimizar os custos de retrabalho.

Quando a equipe está bem informada e existe transparência, qualquer tipo de erro se torna mais visível e, com isso, é corrigido antecipadamente. Além disso, uma boa comunicação evita falhas de interpretação na hora de transmitir os requisitos de um projeto.

E para ir além da redução dos custos de retrabalho e se tornar um especialista no controle de produção de uma fábrica de móveis, baixe agora mesmo o nosso e-book sobre o assunto!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário