Varejo

Como fazer um planejamento financeiro para a sua loja de móveis?

25/02/2019

O crescimento saudável de uma empresa depende de vários fatores, mas um pode ser tomado como a base para o sucesso dos demais: o planejamento financeiro.

Esse tipo de procedimento é importante porque permite à gestão controlar de maneira eficiente o fluxo de caixa, visualizar cenários e criar planos de ação. Na prática, é a ferramenta responsável pela projeção de receitas e despesas, algo fundamental para que o negócio seja lucrativo e o projeto tenha como crescer mais, em menos tempo e de maneira estruturada. Em resumo, o planejamento financeiro funciona como um norte na busca pelo sucesso da empresa.

A seguir, você vai conhecer dicas simples para elaborar o planejamento financeiro para a loja de móveis. Boa leitura!

Identifique a sua condição atual

É preciso conhecer a fundo a realidade da empresa para que o planejamento financeiro seja realmente efetivo. Para tanto, avalie todos os custos, dividindo-os entre fixos e variáveis. Faça o mesmo com as receitas. Em seguida, realize o Balanço Patrimonial para ser ainda mais preciso na identificação do que cada ativo e passivo traz para a companhia.

Ao longo desse processo, tenha em mente as características da sua loja de móveis. Questões como o tempo de atuação no mercado, o que tem funcionado bem e o que precisa melhorar, os serviços oferecidos, o público-alvo, como se dá a comunicação, entre outras, também precisam ser consideradas. É a partir dessa identificação da situação real do empreendimento que você tem como definir o planejamento ideal e fazer investimentos.

Tenha um método para fazer registros

O primeiro passo para fazer o planejamento financeiro é conhecer a realidade da empresa. Mas isso terá pouca efetividade se você não fizer um registro adequado das informações obtidas.

É importante definir um método para fazer o registro das contas que tem para pagar e receber. Isso garante um controle sobre o capital e permite toda a análise que será realizada posteriormente. Com o registro, a gestão tem como monitorar cada lançamento instantaneamente para saber como andam as finanças da empresa.

Será preciso anotar o que a companhia pretende ganhar durante determinado período. Você pode se planejar, por exemplo, para um ano, fazendo divisões mensais. O seu plano de vendas deve refletir suas fontes de receitas, bem como o modelo de precificação e os canais de distribuição.

O ideal é não gastar horas para anotar movimentações ou criar planilhas, o que torna útil o investimento em recursos tecnológicos para sofisticar esse tipo de procedimento e fazer a sua ação ficar mais estratégica.

Essa etapa é fundamental, pois quando a empresa garante práticas para lidar com as informações, a tendência é que qualquer ação posterior seja aperfeiçoada.

Estabeleça prioridades

As prioridades dão à gestão condições para agir com critérios ao saber quais são os custos que não podem ser cortados em hipótese alguma e quais são os menos importantes. 

Quando a empresa estiver passando por um momento difícil ou diante de uma possibilidade de investimentos, essa definição será de grande valia: ela representará uma noção mais clara a respeito do que poderá ser modificado sem que existam danos maiores para a organização e para a continuidade das atividades.

Pense que, se for necessário, você terá que renegociar dívidas e aumentar os prazos. Portanto, é preciso saber onde pode atuar de maneira que as atividades não sejam comprometidas.

Gastos desnecessários ou inúteis precisam ser identificados o quanto antes. E, quando existe um  planejamento financeiro, toda movimentação que acontece nos caixas da empresa estão sempre sob análise.

Defina suas metas

Com as informações certas, você tem como se preparar para o futuro. O ideal é que a gestão tenha a capacidade de prever cenários para atuar. Sendo assim, é preciso saber como fazer previsões adequadas para o ciclo operacional.

Planeje os gastos para cada etapa dos processos que a empresa realiza, como a fabricação, o estoque e a venda dos móveis, entre outros. Então, estabeleça valores de custos para as diferentes etapas.

Defina metas de curto, médio e longo prazo, procurando, para cada uma delas, encontrar formas de produzir com menor custo.

Para criar o seu plano de ação, as dicas anteriormente citadas são fundamentais. Comece elaborando os objetivos de acordo com as projeções e então crie um cronograma realista para ser seguido. Não se esqueça de delegar tarefas para envolver toda a equipe com o projeto.

Vale destacar a importância de estabelecer metas úteis para a realidade de uma loja de móveis. Isso, além de favorecer o desenvolvimento de uma cultura positiva dentro da empresa, também orienta o caminho para o crescimento do negócio. Por isso, estude a sua concorrência, de modo a ter como se destacar dentro do seu nicho. Uma dica é usar o conceito de metas SMART para sofisticar a definição de objetivos a serem alcançados.

Faça o controle financeiro

Tão importante quanto criar um plano de ação é saber como acompanhar seus resultados. Do contrário, você não tem como saber se as propostas têm surtido efeito.

Concentre-se então em mensurar cada evento e documentar as ações para que elas possam ser avaliadas no futuro. Com os Demonstrativos Financeiros você tem como conferir se suas projeções estão indo de acordo com o programa ou se é necessário atuar na correção de rumos.

Além disso, ferramentas como o Retorno Sobre o Investimento (ROI) permitem uma rigidez maior no controle financeiro. Considere também investir em ferramentas de gestão financeira para manter tanto o fluxo de caixa quanto os dados a respeito dos gastos empresariais devidamente registrados e atualizados.

Não desconsidere os impactos da tecnologia no planejamento financeiro. Entendendo isso, você pode aperfeiçoar ações e gerar resultados mais expressivos para a sua loja de móveis.

O planejamento financeiro ajuda a organizar a empresa de maneira mais criteriosa em função dos objetivos desejados pela gestão. Não deixe de investir nessa parte tão importante do negócio. Ela pode dar a você as condições necessárias para conquistar clientes e aumentar o seu espaço no mercado.

Entendeu como pode ser feito o planejamento financeiro? Se ficou alguma dúvida, não deixe de registrá-la no espaço dos comentários. Até a próxima!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário