Design e Decoração

Como avaliar fornecedores? 7 fatores para te ajudar a escolher!

20/03/2017
Menina-computador-procurando-avaliando-fornecedores-fornecedor-com-computador

Quem trabalha como designer de interiores sabe o quanto é importante manter uma boa carteira de fornecedores. Afinal de contas, o sucesso do seu trabalho está diretamente ligado à qualidade do material que você usa na execução dos seus projetos, não é mesmo? Por isso, avaliar fornecedores é uma prática constante no seu campo profissional.

Um projeto de design de interiores depende não só do seu talento para se adequar às necessidades dos seus clientes. É preciso que você tenha um bom marceneiro, uma empresa de transportes ágil e cuidadosa, instaladores meticulosos, excelentes eletricistas, dentre outros.

E como avaliar a capacidade de entrega destes fornecedores? É isso que vamos tratar neste post! Você vai ver o que deve levar em consideração na hora de montar sua carteira de parceiros e o que manter em constante avaliação para que seus clientes estejam sempre satisfeitos com o seu trabalho.

Então veja, abaixo, 7 fatores para lhe ajudar a escolher os melhores fornecedores para o seu escritório de design de interiores:

1. Preço

O preço é um item importante a ser avaliado, mas é preciso cuidado. Não se oriente apenas pelo valor financeiro para escolher um fornecedor. Afinal de contas, de que adianta pagar o menor preço pelo trabalho de uma marcenaria, se o móvel que ela entrega é de qualidade inferior?

Esse aspecto deve ser colocado na balança, juntamente com a qualidade do serviço. Obviamente, seu cliente também estará buscando um bom preço e é você quem precisa cuidar dessa equação.

A maioria das pessoas não se incomoda em pagar a mais por um trabalho de qualidade, de bom gosto e que possua garantia de que não apresentará problemas no futuro.

2. Qualidade do serviço

Como você viu no item anterior, a equação qualidade + preço é fundamental para uma boa escolha de fornecedores. Você não deve optar nem pelo mais barato, e nem pelo mais caro. Mas, em termos de qualidade, a avaliação precisa ser mais criteriosa.

Uma das formas mais eficazes de conseguir clientes para o seu escritório é por meio da propaganda boca em boca. Alguém contrata o seu serviço, gosta do resultado e acaba divulgando em meio aos seus contatos.

Se o serviço do fornecedor não for feito com o mesmo cuidado e excelência, o seu escritório pode acabar levando a má fama sem ter culpa pelo problema.

3. Material utilizado

Um projeto de design de interiores utiliza diversos materiais para ser aplicado no ambiente. Isso inclui madeiras, compensados, vidros, instalações elétricas, papéis de parede etc.

Hoje em dia, os olhos dos clientes estão mais treinados para identificar a qualidade do material utilizado no projeto. Como a execução é de sua responsabilidade, você precisa garantir a excelência do serviço prestado e dos materiais empregados.

Antes de fechar com o fornecedor, peça amostras do material utilizado por ele e submeta a peça a alguns testes, como a exposição ao sol, água etc.

4. Agilidade na entrega

Um pequeno atraso em uma entrega de um móvel ou em um serviço de instalação elétrica, pode prejudicar todo o andamento de um projeto de design de interiores. Portanto, a agilidade do fornecedor é determinante para o seu sucesso junto ao cliente.

Para verificar se o candidato a parceiro possui essa qualidade, tente investigar os relacionamentos anteriores. Converse com outros profissionais da área e verifique a reputação do fornecedor com relação à agilidade nas entregas.

Em relação à manutenção da sua carteira, fique sempre atento aos prazos de entrega e cobre do fornecedor quando ele começar a atrasar em excesso. Se a situação não for resolvida, o ideal é procurar um novo parceiro.

5. Capacidade de manutenção

Infelizmente, projetos de design de interiores não são imunes a problemas futuros. Mesmo após a instalação construída, pode haver a necessidade de manutenção do serviço.

Neste caso, seus fornecedores precisam demonstrar que são capazes de realizar os reparos e adaptações necessárias no menor tempo possível.

Esse tipo de problema, quando ocorre após a conclusão da instalação, costuma aborrecer muito o cliente, que já pagou pelo projeto. E um mau atendimento neste momento pode jogar por terra todo o trabalho de excelência que você realizou inicialmente.

O ideal é que seus fornecedores ofereçam garantia do serviço prestado e tenham disponibilidade para solucionar as demandas o mais rápido possível.

6. Alinhamento com o projeto

O seu projeto de design de interiores precisa ter funcionalidade, praticidade e coerência. E para conseguir isso na prática, é fundamental que seus fornecedores consigam disponibilizar produtos que estejam alinhados às suas ideias.

Caso contrário, você terá uma enorme dificuldade em adaptar o seu projeto àquilo que o cliente deseja. Imagine uma sala em que você pensa em um painel azul e o fornecedor só pode entregar um que seja amarelo. Não vai funcionar, não é mesmo?

Para escolher um bom fornecedor neste quesito, o ideal é que você envie alguns projetos anteriores para que ele avalie e veja se é possível se adaptar ao que você deseja. Caso sinta que a parceria pode não funcionar, o ideal é procurar outro parceiro.

7. Transparência

Uma relação transparente é decisiva para o sucesso na parceria com seus fornecedores. É preciso que eles sejam abertos aos seus questionamentos e tenham a capacidade de esclarecer dúvidas (suas e do cliente) e de comunicar adequadamente sobre eventuais problemas e atrasos que possam ocorrer.

Um problema de transparência entre você e seu fornecedor impacta diretamente na percepção do cliente em relação ao seu escritório e ao projeto desenvolvido.

Um aspecto muito importante para se levar em consideração na hora de escolher os seus fornecedores é a imagem do seu escritório junto aos clientes. Quando contrata um projeto, o cliente fecha negócio com você, não com seus parceiros. Portanto, qualquer problema que haja, a imagem afetada será a da sua empresa, mesmo que a culpa não seja sua. Por isso, seja sempre muito criterioso na avaliação dos seus fornecedores.

E aí, pronto para começar a avaliar fornecedores e garantir a qualidade do seu atendimento? Se você tem mais alguma sugestão sobre esse tema, participe deixando seu comentário!

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário