Marcenaria

Apresentação de produto: 5 erros fatais para a sua marcenaria

09/04/2018

Saber como realizar uma boa apresentação de produto pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso de uma marcenaria. Além de dominar a técnica do trabalho com a madeira, o marceneiro deve saber como vender melhor e encantar os seus clientes.

Neste artigo, selecionamos 5 erros que devem ser evitados na hora da apresentação de produto. Confira:

1. Fazer uma apresentação de produto muito longa

A ideia da apresentação de produto é transmitir de forma objetiva os detalhes de um projeto de móveis e o que será realizado pelo marceneiro. Não é necessário se aprofundar em detalhes desnecessários que podem tirar a atenção do cliente ou tomar muito do seu tempo.

Um erro comum aqui é acreditar que uma boa apresentação de produto será necessariamente longa. Mesmo em projetos mais complexos ou maiores, é interessante resumir essa apresentação no que é mais importante e crucial, deixando os detalhes para os documentos que serão entregues ao cliente após o encontro.

2. Não falar o preço do projeto

Ao se apresentar um projeto ou produto, o marceneiro também deve deixar claro ao cliente quais serão os custos daqueles móveis. Esse momento é bem estratégico para essa revelação porque é mais fácil justificar esses valores com o projeto em si.

O preço do projeto é uma informação decisiva para a escolha do cliente pelo marceneiro e deixá-lo de fora dessa apresentação é uma má ideia. É improvável que um consumidor escolha uma marcenaria antes de saber quanto custará o móvel e quanto mais tempo esse orçamento demorar, maior a probabilidade de que ele encontre os serviços da concorrência.

3. Falar mais do que ouvir

O momento da apresentação de produto é mais uma oportunidade que o marceneiro terá de ouvir e compreender o seu cliente. Naturalmente, o profissional estará explicando o produto e seus detalhes, mas é fundamental ter intervalos para ouvir dúvidas ou sugestões dos consumidores.

Durante a apresentação de um produto, sempre escute com atenção o que os clientes vão dizer e tome nota das considerações mais importantes deles, especialmente se forem pedidos de ajustes.

4. Não utilizar recursos visuais na apresentação de produto

Leve mais que o seu carisma para a apresentação do produto. Utilize recursos visuais para mostrar mais aos clientes, como imagens simuladas dos móveis criadas em softwares especializados, desenhos técnicos deles e até amostras dos materiais que serão utilizados.

Com essa combinação de ferramentas, é possível dar ao cliente uma dimensão real do que será construído. Se o marceneiro não usa esses recursos visuais na sua apresentação, ela se torna menos interessante e dificulta a compreensão do cliente.

5. Inflexibilidade na hora da negociação

É muito comum que após a apresentação do produto, os clientes interessados já partam para a negociação. E o marceneiro deve estar preparado para isso acontecer e nunca deve ser inflexível, o que também não é a mesma coisa que aceitar qualquer proposta.

Na negociação, é natural que muitos potenciais consumidores tentem reduzir os valores totais do projeto.

Quando isso acontecer, o marceneiro deve sempre justificar o preço cobrado com os detalhes da apresentação e explicar que uma redução de orçamento sempre estará conectada com uma redução de escopo. Com isso, é possível ser flexível na negociação sem correr o risco de levar prejuízos.

E agora que você já sabe como fazer a apresentação de produto, que tal conhecer a melhor ferramenta para criar e apresentar os seus projetos?

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário