Varejo

8 dicas de visual merchandising para vender mais

04/02/2019

Você sabe o que é o visual merchandising? É um conjunto de técnicas que os lojistas podem usar para influenciar a entrada de clientes na loja, visando assim aumentar as vendas.

São alternativas de atração na forma como os produtos são disponibilizados nos pontos de venda, ou seja, quanto mais atrativos, melhor.

Para tanto, são utilizados conceitos de marketing, arquitetura e vendas, entre outros, tornando o primeiro contato do cliente com a loja um elemento poderosíssimo na busca por resultados.

Quer dicas para fazer do visual merchandising um diferencial para o seu negócio? Então, continue a leitura!

1. Faça o planejamento da vitrine

A primeira impressão é a que fica. Por isso, ao planejar a montagem da vitrine, pense na melhor forma de chamar a atenção do seu consumidor.

O ideal é que a pessoa veja aquilo que de melhor a sua loja pode oferecer. Se ela tiver o interesse pelo móvel em exposição, terá maior motivação para entrar e conferir as demais ofertas.

Uma dica é criar esse espaço pensando no público-alvo, de modo a atraí-lo. Se o seu foco for vender para casais, por exemplo, essa temática deverá ser valorizada na montagem da vitrine.

2. Cuidado com a poluição visual

É preciso que a vitrine apresente uma lógica para o consumidor. É comum ver casos em que o lojista procura valorizar tanto os seus produtos a ponto de querer mostrar tudo o que a sua loja pode oferecer. Isso pode ser um erro grave. Se você preencher a sua vitrine e seu ambiente interno de maneira pouco intuitiva, isso fará com que o cliente não entenda a lógica do lugar e evite entrar.

Pense em simplificar o trânsito dele, no sentido de encontrar com facilidade aquilo que procura. Na prática, tudo começa com a montagem da vitrine e segue pelos corredores. Procure encontrar um padrão na sua oferta de produtos.

3. Saiba criar um padrão

Você pode montar seu ambiente de acordo com cores ou tendências. De qualquer forma, é essencial simplificar a visualização do consumidor. As cores podem ser fortes ou suaves, o ideal é que valorizem os móveis.

Caso o diferencial do seu negócio seja a oferta de móveis para quartos, por exemplo, é isso que você precisa valorizar na sua vitrine, despertando nas pessoas a vontade de ter aquela combinação em casa.

Lembre-se sempre de seguir uma lógica. Sem ela, a comunicação visual não funciona.

4. Renove constantemente

Pense em uma pessoa que passa em frente a sua loja diariamente. É natural que depois de uma semana ou duas ela se acostume com aquilo que vê e não seja mais impactada pelos móveis. Por esse motivo, considere renovar a exposição de produtos periodicamente.

Isso pode ser feito a cada semana ou duas, mas é importante que você apresente produtos novos para gerar encantamento no consumidor.

Além disso, vale lembrar que o comportamento do consumidor pode mudar de tempos em tempos, portanto, jamais desconsidere a sazonalidade como parâmetro para o seu trabalho de visual merchandising.

5. Trabalhe com vitrines temáticas

Eventos como o Dia dos Namorados e festas de fim de ano são excelentes oportunidades para você decorar a sua vitrine de maneira criativa e oportuna. Fins de ano, por exemplo, são períodos propícios para renovações, sendo assim, com um trabalho de visual merchandising eficiente você pode gerar novas vendas e assim aumentar seus lucros.

Com vitrines temáticas, é possível atrair aquele consumidor que já está procurando soluções no mercado e facilitar o seu trabalho. Por isso, esteja de olho no calendário e programe-se para nunca perder essas oportunidades.

6. Vá além das vitrines

O visual merchandising não diz respeito somente às peças presentes na vitrine. Ele tem a ver também com elementos como:

  • iluminação interna;

  • marketing sensorial;

  • música;

  • uso das cores.

A iluminação adequada pode destacar elementos. Da mesma forma, o marketing sensorial é capaz de melhorar a experiência de compra de uma pessoa ao trabalhar com os sentidos, tão úteis ao influenciar o consumidor diante de algum produto. Além disso, você pode tornar o seu ambiente agradável simplesmente ao decorá-lo com cores quentes ou claras e ainda com boa música.

7. Saiba como estimular os sentidos

A experiência sensorial do seu cliente faz toda a diferença dentro da loja. Lembre-se de que uma boa maneira para atrair e fidelizar é construir todo um ambiente propício para que a pessoa sinta-se confortável. Tenha um aroma característico para associá-lo ao local. Isso, aliado ao bom uso da música e de cores, pode tornar o lugar mais aprazível e criar motivos para que as pessoas voltem sempre.

Fazer o consumidor se sentir bem na sua loja é uma das armas mais poderosas que os lojistas podem ter. Pensando no setor moveleiro, criar um ambiente confortável pode ser o que você precisa para gerar o estímulo necessário e assim fazer o cliente se sentir tão à vontade no lugar a ponto de querer essa mesma sensação para a sua casa.

8. Trabalhe bem com os espaços da loja

Divida o espaço da sua loja entre zonas quentes e frias, sendo as quentes aquelas por onde as pessoas devem passar, considerando inevitavelmente a entrada. É nas zonas quentes que os produtos em exposição serão mais vistos, portanto, explore isso de acordo com os seus interesses. A área próxima aos caixas, por exemplo, pode servir para expor produtos com menos saídas, de maneira a estimular compras não planejadas.

Quanto às zonas frias, é preciso criar estratégias para que elas também tragam resultados para a sua empresa. É nessa lógica que você pode pensar em colocar produtos de maior rotatividade em tais lugares. Assim, você organiza o seu espaço de maneira a direcionar o cliente até os produtos que você precisa expor.

Em resumo, o visual merchandising é uma ferramenta que você pode adotar na sua loja de móveis de modo a criar meios para aumentar suas vendas. Com as técnicas aqui apresentadas, basta começar a agir em busca de resultados.

Gostou de saber sobre visual merchandising? Não deixe de compartilhar essas informações com seus amigos nas redes sociais para que eles saibam também.

Você também pode gostar

Sem comentários

Deixe um comentário