Saiba como a realidade virtual é usada em projetos de interiores

Tempo de leitura: 6 minutos

A tecnologia está a cada dia mais perto de revelar os aspectos mais realistas da experiência. Jogos de videogame, turismo e até um passeio de imersão pelos mundos da série Game of Thrones são algumas das possibilidades criadas pelos desenvolvedores de realidade virtual.

Movimentando bilhões de reais todo os anos, o uso da ferramenta encontra grande potencial no mercado imobiliário. Capaz de projetar espaços com precisão, a realidade virtual consegue erguer um ambiente em que é possível ter uma ideia bastante crível do imóvel arquitetado.

Quem sai ganhando são os projetos de interiores: com a realidade virtual utilizada na decoração, fica mais fácil visualizar como ficará cada item na casa nova. Além de ser uma apresentação de alto nível para o cliente, os profissionais também têm em mãos uma forma de otimizar recursos, tempo de execução e qualidade do projeto.

Saiba como a realidade virtual conquistou os profissionais de decoração de interiores e comece a utilizar você também, agora mesmo!

Quais são os usos da realidade virtual?

Do entretenimento à ciência, a realidade virtual, atualmente, está inserida em todos os campos do conhecimento. Um dos setores que inova a cada temporada é o mercado da moda, apresentando desfiles, peças e até bastidores por meio de recursos de realidade virtual.

Na arquitetura, ela é usada principalmente para elaborar apresentações com aprimoramento, trazendo detalhes com riqueza e desenhando as necessidades técnicas. A construção civil faz grande uso do recurso, sendo que grande parte dos prédios e ambientes projetados são mostrados em primeira mão por realidade virtual.

Edifícios podem ser criados com facilidade, assim como cômodos e casas completamente circuláveis, convidando os clientes a experimentarem o seu espaço mesmo antes de iniciar uma obra. Além da apresentação de projetos, a realidade virtual ainda pode ser usada como propaganda, marketing e para solucionar alguns problemas de engenharia.

Como a realidade virtual pode ajudar na apresentação para clientes?

Os níveis de detalhes alcançados pelos projetos de realidade virtual permitem que logo de início sejam feitas escolhas importantes para a execução, como acabamentos, móveis e cores. Com a relação espacial constituída, alguns pontos passam a ser pensados com maior rigor.

Por exemplo, a luminosidade de uma casa pode ser verificada por meio de um projeto de imersão. Jardins, canteiros e plantas são então alocados na decoração a partir desses dados, unindo a parte estética com as possibilidades funcionais da casa.

Projetos de decoração efêmera, como festas e casamentos, ganham em economia de tempo e recursos. Mostrar o ambiente da festa para um cliente ajuda a estabelecer a confiança entre clientes e decoradores, que erguem projetos mais elaborados, correspondendo às expectativas desenhadas.

Como é criada uma realidade virtual?

A produção de material desta natureza está concentrada em três aspectos: a criação de conteúdo, softwares ou aplicativo para execução e dispositivo de realidade virtual.

O conteúdo é aquilo que se quer mostrar para os clientes. Apartamentos, casas, escritórios e ambientes institucionais podem virar realidade virtual desde que gerados em render de 3D em 360º. A resolução é muito importante, pois vai trazer texturas, perspectiva e profundidade necessária para uma boa experiência.

Os softwares ou aplicativos são os canais para criação e exibição do conteúdo. Em primeiro lugar, o programa escolhido precisa de ferramentas compatíveis para a produção de ambientes de alta imersão. Por exemplo, por meio do plugin Panorama 360º, inserido no software Promob Real Scene, é possível criar espaços 3D com a renderização em 360º. O conteúdo também pode ser exibido dentro do próprio programa.

Hoje em dia é possível ver muito conteúdo de marketing em 360º no Facebook, por exemplo. Este recurso só é possível graças às configurações permitidas pela rede. Os óculos oferecem uma experiência mais completa, permitindo que as pessoas se sintam fisicamente presentes no ambiente. Você pode usar desse recurso para chegar ao seu cliente.

Qual o investimento necessário para criar a realidade virtual?

Embora muitos profissionais não trabalhem com realidade virtual por achar que a sofisticação do recurso resulta em altos valores, a viabilidade do projeto é acessível mesmo para quem está começando.

As ferramentas necessárias geralmente podem ser incorporadas aos instrumentos de trabalho do arquiteto, pois são um computador de alto rendimento com uma boa placa de vídeo e um software de modelagem 3D.

Os plugins de renderização, como já mencionado, trabalham em conjunto com softwares de modelagem. O custo extra fica, no entanto, na escolha do dispositivo onde serão mostrados os ambientes. Seja por meio de programas, redes sociais ou de óculos, o custo é baixo. Há modelos de óculos que custam menos de R$ 100,00, por exemplo.

Ou seja, recurso não é desculpa para deixar de trabalhar com a realidade virtual em sua empresa ou escritório. Alguns softwares trazem um suporte técnico bastante efetivo, podendo auxiliar nas primeiras incursões por esta ferramenta.

Quais são os benefícios da realidade virtual em um projeto?

Aumentando a percepção do ambiente, significativamente é elevado também o valor do projeto. A tendência é que este recurso seja cada vez mais utilizado entre arquitetos e decoradores, ampliando, dessa forma, a qualidade da apresentação e do próprio projeto.

Trazendo as pessoas para “dentro” do espaço, todos os detalhes do projeto podem ser discutidos, adequando de modo mais harmônico a expectativa dos clientes com os recursos do arquiteto. Caso algum detalhe não seja do agrado do cliente, é possível mudar com antecedência, sem ferir o orçamento do projeto.

No âmbito técnico, os projetos de realidade virtual reduzem o tempo e as etapas de aprovação, fazendo com que a execução se torne mais rápida. Com ferramentas interativas, o acompanhamento se torna mais qualificado, diminuindo também a quantidade de erros dos projetos.

Fora o fato de que a experiência de presença causada pela imersão é um dado bastante atrativo, aumentando também o público interessado em elaborar projetos.

A realidade virtual permite trabalhar de uma forma completamente moderna e eficiente, apresentando benefícios únicos tanto para os decoradores quanto para os clientes. Não perca tempo e entre agora em contato com a Promob para conhecer melhor as soluções em tecnologia para os seus projetos de interiores!

Sobre Alexa | Promob

Designer de Interiores, executiva de relacionamento e colaboradora de conteúdo na Promob. Profissional com experiência em projeto de ambientes internos, tendências e inovação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *