Os 6 maiores desafios de um projeto de interiores e como superá-los

Tempo de leitura: 6 minutos

Um projeto de interiores é indispensável para que o espaço seja bem aproveitado e que todas as necessidades de uma família sejam atendidas. Quando um profissional elabora esse elemento, portanto, precisa considerar uma série de características. Assim, poderá criar algo realmente funcional e satisfatório.

O caminho até lá, entretanto, não é simples. Há muitos desafios para que essa elaboração seja bem-sucedida e alguns deles podem até inviabilizar a conclusão da etapa. Para que isso não aconteça, o ideal é que o profissional se antecipe a esses problemas e reconheça a melhor forma de driblar os obstáculos.

Para conseguir isso, veja quais são os 6 maiores desafios de um projeto como esse e entenda como superá-los.

1. Identificar com clareza as necessidades do cliente

Acima de tudo, um projeto de interiores tem que atender ao que o cliente precisa e espera. Porém, essa tarefa é um desafio porque nem sempre é fácil compreender, com clareza, quais são essas exigências.

Muitas pessoas, por exemplo, têm uma vaga ideia do que desejam, mas não sabem expressar totalmente o que procuram. Isso faz com que o projetista tenha que abordar diversas possibilidades e, às vezes, dar opções variadas até identificar o que é desejado.

Esse é um processo que exige diálogo reforçado e uma capacidade ampla de ouvir o que, de fato, o cliente está dizendo. Quando a pessoa diz que deseja muito espaço, por exemplo, é fundamental não se esquecer da circulação dos ambientes ou da possibilidade de utilizar móveis com múltipla função.

Essa etapa é crucial para todas as que vêm em seguida, pois basear-se nos desejos incorretos levará a um projeto que não será aprovado. Portanto, a melhor forma de superar o obstáculo é fazer tantas reuniões quanto forem necessárias e prestar muita atenção no que a pessoa diz e em seu estilo de vida.

2. Equilibrar exigências e possibilidades

Ao mesmo tempo, nem sempre o que o cliente deseja é o que está de acordo com as suas possibilidades. Espaços pequenos, por exemplo, exigem adaptações e podem não comportar certos interesses.

Além disso, há uma questão do orçamento. Não adianta fazer um projeto que contemple tudo que a pessoa deseja, mas que não poderá ser executado plenamente devido à falta de recursos.

Por outro lado, deixar alguns desses elementos de fora pode contribuir para a perda de satisfação de quem contrata. Com isso, um dos desafios dos projetos de interiores é equilibrar as exigências e necessidades com o que, de fato, é possível.

A melhor maneira de contornar essa questão é ao abrir um diálogo com o cliente. Nesse momento, há a demonstração da necessidade de abrir mão de algumas coisas para ter acesso a outras. Atingir esse fino equilíbrio, inclusive, pode ser uma das chaves para o sucesso.

3. Incorporar novidades e abordagens diferenciadas

O mercado de interiores também possui tendências, elementos clássicos e inovações diversas. A automação residencial é um bom exemplo, assim como a busca por sustentabilidade tanto na escolha de materiais quanto no consumo de recursos.

Diante disso, um dos desafios do profissional é fazer uma incorporação das novidades e de abordagens diferenciadas, sem perder a personalidade para cada um que faz a contratação.

Como não há uma fórmula para usar recursos modernos do jeito certo para cada pessoa, o profissional tem que se preocupar em ver o que faz sentido para cada um.

Muitas vezes, a inclusão desses elementos não é prevista pelos clientes, que podem não conhecê-los. Para resolver a questão, o profissional precisa ser capaz de entender quais são as possibilidades, mesmo não citadas, que se encaixam para favorecer o resultado.

4. Selecionar os fornecedores necessários

Nem sempre isso é considerado, mas o projetista de interiores tem que se preocupar com a relação com os fornecedores. De certo modo, o projeto forma uma ponte entre o cliente e as empresas de fornecimento. Ao final, é isso que garante que tudo possa ser executado da melhor maneira.

Porém, esse é um dos maiores desafios porque exige a centralização de informações e a seleção cuidadosa de quem ficará responsável por cada parte.

Os móveis planejados, por exemplo, serão responsabilidade de uma empresa. Enquanto isso, a parte dos revestimentos estará destinada a um empreendimento especializado. Para completar, ainda é preciso pensar na compra dos materiais básicos, mas necessários para a execução.

Para facilitar todo esse processo, a utilização de tecnologia adequada é o melhor caminho. Com um software que facilite a gestão, por exemplo, torna-se possível ter todos os dados em um só lugar. Com isso, torna-se menos complexo cuidar dessa parte.

5. Fazer uma apresentação destacável

Depois de considerar as necessidades do cliente, as melhores possibilidades e fornecedores, finalmente há um resultado estruturado. Porém, a etapa que se segue também é um desafio: a de fazer uma boa apresentação.

Esse é um processo importante porque é fundamental demonstrar valor para a outra parte. O projeto de interiores precisa aparecer como uma possibilidade abrangente das necessidades e que é capaz de oferecer conforto, segurança e bem-estar.

Novamente, a tecnologia especializada pode ajudar. Ao melhorar a apresentação, como com projetos renderizados, o cliente terá uma ideia mais clara do que virá pela frente. Além disso, os recursos tecnológicos facilitam a organização e ajudam a dar destaque aos pontos certos.

6. Conquistar a aprovação do projeto de interiores

Todas essas etapas culminam em um resultado: a aprovação. Ou seja, não adianta fazer tudo de maneira estruturada se, ao final, o cliente não dá o seu “sim” e pede por alterações.

O problema é que essa questão é bastante comum, seja pela falta de entendimento das necessidades ou por expectativas que não estão alinhadas. Como resultado, há o retrabalho e o gasto de recursos que poderiam ser mais bem aplicados.

A melhor forma de vencer esse obstáculo é garantindo que o cliente entenda o que esperar o projeto graças a um diálogo aberto. A tecnologia adequada também ajuda na apresentação e na elaboração, ampliando as chances de o elemento receber a aprovação.

Ao entender melhor os desafios de um projeto de interiores, fica mais simples contorná-los e obter sucesso. Para buscar novas inspirações e conseguir resultados ainda melhores, baixe gratuitamente o e-book com “Guia completo do Pinterest” e entenda como incorporar essa rede social à sua rotina!

Sobre Alexa | Promob

Esta área é reservada para a biografia do autor e deve ser inserida para cada autor a partir da seção Informações biográficas, no painel administrativo. Caso deseje incluir links para as redes sociais de cada autor do site, recomendamos que instale o plugin WordPress SEO. Após instalado, o plugin criará os respectivos campos para links das principais redes sociais (Facebook, Google Plus e Twitter). Após preenchidos os campos, os links de cada rede aparecerão automaticamente aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *