Orçamento de marcenaria: saiba como fazer e controlar com sucesso

Tempo de leitura: 18 minutos

O orçamento deve ser parte fundamental em qualquer tipo de atividade. Com ele, é possível não somente dar ao cliente uma noção clara dos gastos do projeto como também fazer com que o profissional tenha uma remuneração justa para o seu trabalho.

No caso da marcenaria, o orçamento é a soma de gastos entre a produção de um determinado móvel e o lucro que a empresa pode ter. Esse documento, em forma de relatório, precisa ser apresentado ao cliente precificando o trabalho do profissional de maneira clara e objetiva.

É sobre esse assunto que vamos falar de maneira um pouco mais aprofundada na sequência. Saiba mais sobre a importância do orçamento na vida do profissional de marcenaria, os fatores a serem considerados na sua montagem, além de conhecer os erros mais comuns nesse tipo de projeto e as soluções que podem ser adotadas para que você tenha um melhor controle do seu orçamento.

Parece interessante? Então não perca tempo e acompanhe.

Saiba a importância do orçamento para a marcenaria

Nenhum empreendimento tem como crescer sem que o trabalho envolvendo a precificação daquilo que oferece aconteça de maneira criteriosa.

É preciso fazer com que os valores praticados sejam compatíveis não somente com aquilo que é visto no mercado, mas também com as possibilidades do cliente e, evidentemente, com as necessidades da empresa em termos de taxa de lucro, pois somente assim ela terá como crescer ordenadamente.

É por esse motivo que o orçamento é muito importante para a marcenaria. Quando esse tipo de trabalho tem início antes mesmo de a equipe começar a colocar a mão na massa, é possível garantir que cada novo projeto seja tão lucrativo para a empresa quanto satisfatório para o cliente.

Eventuais revisões de custo de um serviço e mudanças na quantidade das matérias-primas necessárias para a produção em um momento posterior à aprovação do projeto pelo cliente são fatores que geram insatisfação entre a clientela do profissional de marcenaria.

Quando isso acontece, um dos prejuízos que a sua empresa tem é em relação à credibilidade junto ao público, o que pode comprometer o seu futuro de maneira significativa.

Nessa lógica, trabalhar com o orçamento de maneira criteriosa e eficiente é algo que deve fazer parte da rotina do profissional. É na fase do orçamento que ele pode definir o preço do projeto, calcular a sua margem de lucro, bem como os custos de produção envolvendo questões como material utilizado e gastos com deslocamento.

Montando uma planilha ou trabalhando com recursos que permitam a você saber exatamente o quanto precisará ser investido para que o mobiliário seja produzido, você tem como mensurar os gastos com custos fixos e variáveis e, dessa forma, estimar o valor justo para o projeto.

O orçamento é a ferramenta que você tem à disposição para fazer com que o seu serviço ofereça exatamente aquilo que o seu cliente precisa, criando um diferencial de mercado para o seu negócio.

No que diz respeito a uma ação complexa que envolve diferentes entes, o orçamento é a ferramenta que permite a você estimar valores precisos mesmo que para tanto seja preciso considerar gastos de diferentes tipos com marceneiros, ajudantes, cimento, areia, esquadros, martelos, trenas, entre outros.

Em resumo, a importância do orçamento na marcenaria é que ele oferece uma ferramenta para que a empresa trabalhe de maneira planejada e tenha como controlar as diferentes ações que serão adotadas em seguida.

É por meio dele que é possível estabelecer com precisão como devem transcorrer as atividades, considerando o período de tempo e os custos envolvidos no processo, proporcionando aos envolvidos uma visão aproximada da situação futura.

Saiba o que levar em conta para montar o orçamento

O primeiro elemento é a própria necessidade do consumidor. Converse com o cliente e procure entender exatamente aquilo que ele precisa. No caso da marcenaria, existem situações em que o cliente pode estar em busca de algo que não é necessariamente o mais adequado para o espaço que possui. Sendo assim, procure orientá-lo para que o projeto alcance os seus objetivos em termos de utilidade.

Móveis com mais gavetas do que o necessário, por exemplo, e mesas que ocuparão um espaço maior do que o ideal dentro de um cômodo, podem trazer decepções depois de prontos, mesmo que o trabalho do marceneiro tenha sido eficiente.

Nesse caso, mais do que servir para que você estime os gastos, essa etapa inicial serve também para que você comece a trabalhar em plena conformidade com os interesses do cliente. O orçamento precisa ser um elo entre o marceneiro e o consumidor, devendo ser desenvolvido sempre de acordo com as orientações de cada cliente e a realidade financeira da empresa.

Não deixe de usar a sua expertise em favor do projeto. Expertise essa que, na maioria das vezes, o cliente não tem. Em casos assim, é preciso oferecer as dicas necessárias para oferecer soluções cabíveis e tornar o seu trabalho mais funcional sem que a ideia inicial do cliente seja totalmente modificada.

Em seguida, comece a calcular os gastos e faça uma gestão de compras. É hora de colocar no papel todos os custos que serão investidos no projeto. De uma maneira geral, é preciso saber quanto dinheiro a empresa tem em caixa, quanto ela precisa gastar para dar vida ao projeto, considerando custos fixos e variáveis e quanto ela precisa receber para alcançar os seus objetivos.

Assim, é preciso identificar com precisão os valores do seu projeto, ou seja, estimar quais são as contas a pagar e receber, pois é partir disso que será possível mensurar o valor da sua mão de obra, bem como dos materiais utilizados e outras questões como o deslocamento.

Em relação aos custos é preciso ter atenção especial à natureza deles. Nesse ponto, diferencie os custos fixos e variáveis.

Em geral, as despesas fixas são os gastos que não terão seus valores alterados em função da produtividade empresarial. Alguns deles são:

  • o aluguel do imóvel em que serão realizados os trabalhos; 

  • os salários dos funcionários que atuarão no projeto;

  • o uso de recursos como telefone e internet;

  • os tributos de diferentes origens;

  • determinadas ferramentas contratadas;

  • os serviços contábeis;

  • os serviços de advocacia.

Já as despesas variáveis são aquelas que podem ser reduzidas ou ampliadas de acordo com o lucro que a sua empresa apresenta. Isso significa que, caso a companhia apresente um desempenho bom, você poderá investir mais neles. Do contrário, a tendência é que esse investimento seja menor. Assim, podemos considerar:

  • as diferentes matérias-primas utilizadas no processo;

  • o consumo de água e gás;

  • o uso de papel e impressão;

  • o uso de energia elétrica;

  • a contratação de profissionais temporários;

  • as comissões pagas;

  • o transporte.

Além disso, é recomendável também que você identifique possíveis despesas únicas, ou seja, aquelas que podem surgir de maneira inesperada, como a compra de um item em reposição a outro que possa ter quebrado ou se perdido ao longo do processo.

Existem eventualidades que podem aparecer a qualquer momento e, caso você não esteja plenamente preparado para elas, todo o seu trabalho pode ficar comprometido, fazendo com que as atividades operem no limite ou sejam paralisadas.

Para organizar isso, reúna os custos em uma planilha. Ela será útil para que você consiga visualizar os números do projeto com maior clareza. Hoje, já existem ferramentas até mais sofisticadas do que as planilhas, o que pode fazer com que você apresente ao seu cliente um orçamento transparente e de fácil entendimento.

Fique atento aos erros comuns em orçamentos de marcenaria

Para evitar problemas, conheça alguns dos equívocos que mais têm causado dores de cabeça em marceneiros. É importante que você fique atento a eles para evitá-los na confecção do seu orçamento.

Trabalhar com recursos ultrapassados

Sem aderir à tecnologia, você pode perder mais tempo do que deveria desenvolvendo o orçamento da sua marcenaria. Além disso, no trabalho manual os erros são mais comuns, pois você pode se confundir com as diferentes informações que fazem parte do processo e, assim, inserir valores errados, podendo transferir ao cliente gastos desnecessários.

Isso pode fazer com que um potencial cliente tenha motivos para optar pela concorrência. Lembre-se que, caso você abra mão de soluções modernas para o seu negócio, o seu concorrente terá brechas para se diferenciar do que a sua empresa oferece.

Não ver o orçamento como recurso estratégico

Marcenarias que não dão ao orçamento o devido valor ficam propícias a um planejamento com problemas e que, possivelmente, não será seguido pelos profissionais durante a confecção dos móveis. Isso pode gerar custos elevados e tornar o trabalho menos rentável do que poderia.

Nesse sentido, o orçamento precisa ser tido como um recurso estratégico empresarial, ou seja, ele deve ser criado sempre com o intuito de potencializar os resultados gerais da marcenaria, não como somente uma burocracia a ser entregue para o cliente.

Não identificar a empresa no documento

Não identificar a empresa é um erro muito comum encontrado em diferentes tipos de orçamentos. É preciso fazer desse documento o seu cartão de visitas, sendo assim, além de apresentar um documento visualmente agradável e de fácil assimilação, é fundamental garantir que ele traga elementos como o logotipo de sua empresa e as suas principais informações para contato.

Do contrário, é possível que, mesmo interessado em fechar negócio, o cliente tenha dificuldade para encontrar você. Não se esqueça de inserir no orçamento as suas informações como endereço, telefone e e-mail.

Não descrever o serviço a ser prestado

Outro erro comum se dá na ausência de especificação a respeito do trabalho que a empresa desenvolve. Sendo assim, não deixe de fazer uma introdução para o seu orçamento, constando informações a respeito de suas atividades de maneira rápida. A ideia é mostrar as suas qualificações e experiências no mercado.

Faça uma descrição do serviço que oferece. Isso não precisa ocupar um espaço maior do que de uma linha, mas deve detalhar e especificar a sua atividade.

Não ser claro em relação às datas

É preciso deixar claro quanto tempo você precisa para prestar o serviço em questão e informar a data em que ele deve ser concluído. Isso torna o seu trabalho mais profissional aos olhos do cliente e permite que tanto ele quanto a sua equipe se organizem em função do projeto.

Do contrário, somente ao trabalhar com esse tipo de informação, uma empresa concorrente pode ganhar vantagem em relação ao seu negócio.

Não ser claro quanto ao pagamento

Não fornecer dados precisos a respeito do valor do serviço e o prazo de pagamento também pode dar uma sensação de falta de profissionalismo da sua empresa para o cliente. Seja detalhista em relação a esse ponto.

Ofereça as informações sobre as possibilidades de pagamento, como se pode ser feito por meio de boleto bancário, cheque ou de maneira parcelada. Indique a quantidade de parcelas aceitas, quais são os valores para compras realizadas à vista e toda e qualquer opção que a sua empresa oferecer.

Alguns detalhes também são importantes, como deixar o preço final por último para que ele seja justificado pelos custos anteriormente apresentados. Assim, ao identificar gastos com materiais para marcenaria, mão de obra e também os custos indiretos, ficará mais fácil para o cliente compreender a relação custo-benefício que você apresenta.

Saiba como a tecnologia pode ajudar você a ter controle do orçamento

Fazer o orçamento para marcenaria não é necessariamente uma atividade simples, exigindo muito mais do que alguns minutos na vida do profissional. Como visto, é preciso definir o preço daquilo que será vendido considerando questões complexas como a margem de lucro da empresa, os custos que envolvem a produção, os materiais que serão utilizados no projeto e outros fatores como o deslocamento.

Todo esse processo, porém, pode ser feito de maneira simplificada, sem que você gaste mais tempo do que o necessário. O motivo disso é a tecnologia. Com ela, inúmeros recursos se apresentam e permitem que a realização do orçamento da sua marcenaria se dê com maior simplicidade e o resultado final seja melhor.

O funcionamento de uma marcenaria pode ser dividido em etapas básicas. Sendo elas o gerenciamento financeiro, a aquisição e gestão de clientes, a gestão de pessoas, o relacionamento com fornecedores, a elaboração e a execução de projetos e a entrega e montagem de mercadorias.

É preciso organizar cada uma dessas etapas para que o processo seja otimizado. E uma maneira de conseguir isso é investindo em um sistema para otimizar os projetos. Esse recurso permite uma melhor estruturação dos processos, o controle de desperdícios, a geração de dados confiáveis para fazer negociações e condições para tornar a comunicação mais eficiente entre os envolvidos na atividade.

Com um software de gestão empresarial, por exemplo, você começa a racionalizar o trabalho com os diferentes setores do seu empreendimento, tornando o trato com a informação um diferencial dentro do negócio.

Um sistema online é uma ferramenta que viabiliza o aperfeiçoamento da gestão, permitindo a você integrar dados de diferentes origens na sua marcenaria. O resultado disso é ter condições para realizar análises mais amplas e, ao mesmo tempo, criteriosas em relação a diferentes etapas do processo produtivo.

Quer ter como estimar gastos e, assim, trabalhar com valores precisos para criar o seu orçamento? Aposte nesse tipo de solução.

Aperfeiçoando o trabalho com informações, você torna mais profissionais as ações da sua empresa, fazendo com que sua relação com o cliente também seja beneficiada por isso.

É válido lembrar que o orçamento representa uma etapa fundamental para que a gestão consiga reduzir custos na marcenaria e, então, aumentar a sua lucratividade. Para tanto, contar com ferramentas capazes de aperfeiçoar o trabalho com as diferentes informações que fazem parte da rotina do empreendimento é algo essencial.

Para ser competitiva no mercado, a marcenaria precisa apresentar um orçamento com um preço justo, atualizado em função do custo dos insumos, algo que varia constantemente. Nesse ponto, o trabalho com planilhas certamente é menos eficiente do que o uso de um sistema que permita o acompanhamento mais detalhado das oscilações nos valores para que a marcenaria não fique desatualizada em relação àquilo que será repassado para os clientes.

Além disso, cada vez mais tem sido necessário valorizar a rapidez nas diferentes relações que fazem parte do universo da marcenaria, seja com clientes, seja com fornecedores.

É preciso ir em busca de maneiras mais ágeis de realizar as tarefas, algo que tem diferenciado empresas no mercado. Hoje, companhias que se organizam de forma a dar respostas mais rápidas às demandas são aquelas que encontram maior espaço para crescer em seu ramo de atuação.

Para tanto, é possível contar com um sistema online. Com ele, criar um orçamento e enviá-lo ao cliente, são ações que podem ser realizadas de maneira mais rápida do que usando uma planilha, fazendo com que os processos sejam otimizados.

Muitas vezes, o marceneiro opta por diminuir o preço de seus serviços visando conquistar o cliente para depois praticar o preço justo. Isso pode ser uma estratégia de mercado interessante, entretanto, mesmo para reduzir os valores é preciso trabalhar de maneira racional, sabendo exatamente o que é possível fazer para que isso não prejudique a sequência das atividades da empresa.

Nesse sentido, o sistema para marcenaria também pode ser um diferencial. É por meio dele que você tem como conhecer com exatidão os números do seu negócio e, caso tenha que agir de alguma forma, consiga fazer de maneira lúcida.

Trabalhe com um sistema e modernize os processos na sua marcenaria.

Otimize o seu orçamento de marcenaria

A etapa do orçamento é fundamental no trabalho de um profissional da marcenaria. Sua elaboração com base em critérios que valorizem a qualidade do produto oferecido e a lucratividade da empresa, é um benefício que um empreendimento dessa natureza pode conquistar.

É por isso que contar com recursos tecnológicos avançados deve ser um investimento a ser realizado. Quando você cuida desse aspecto no seu negócio, questões como gestão de tempo e otimização de processos tornam-se facilitados e o resultado é a maior satisfação do cliente e lucro para a sua empresa.

Sabendo calcular o preço final do seu trabalho, você torna a sua gestão empresarial mais eficiente. Além disso, não deixe também de estar sempre de olho naquilo que os seus concorrentes oferecem, buscando encontrar diferenciais para valorizar o seu trabalho.

O ideal é que, independentemente da qualidade oferecida, o seu preço não seja muito menor nem muito maior do que aquilo que outras empresas do mesmo segmento praticam.

Imagine que uma pessoa tem em mãos dois orçamentos: um com o valor de R$ 3.000 e outro de R$ 3.500. Se você oferecer uma alternativa por R$ 500, essa pessoa só fará a opção pela sua empresa se não estiver valorizando a qualidade.

Da mesma forma, se você fizer uma oferta por R$ 10.000, provavelmente essa pessoa procurará naquilo que você oferece um diferencial que justifique tamanha diferença de preço, o que, se não existir, trará consequências nas vendas futuras.

É preciso ser estratégico para se posicionar no mercado de maneira a ser sempre uma opção interessante para os clientes. Isso porque a profissionalização que faz parte do ramo da marcenaria e a qualificação dos envolvidos com a atividade têm sido cada vez maiores.

Com a concorrência cada vez maior e mais sofisticada no mercado, os profissionais que não estiverem preparados para lidar com a constante exigência dos consumidores, dificilmente conseguirão manter o seu espaço.

Procure planejar bem a execução do seu projeto porque o sucesso do produto final está diretamente ligado a esse aspecto. O ideal é que esse planejamento seja feito detalhadamente, por meio de recursos que deem eficiência para o seu serviço. Dessa forma, você consegue fazer com que diferentes pontos se tornem mais claros para o cliente, valorizando o seu produto.

Enfim, o orçamento de marcenaria é uma parte a ser considerada dentro do processo que pode levar a sua empresa ao sucesso. Por isso, não deixe de ter critérios para lidar com essa questão e passe a colher frutos o quanto antes.

Agora que você já sabe como fazer orçamento de marcenaria, não deixe de assinar a nossa newsletter para conferir outros conteúdos de qualidade.

Sobre Francisco | Promob

Especialista no universo da marcenaria, atua também como executivo de relacionamento e colaborador de conteúdo na Promob. Profissional com experiência no setor moveleiro, projeto de móveis e ambientes internos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *