Marcenaria sustentável: 4 dicas para colocar em prática já

Tempo de leitura: 3 minutos

Atualmente, uma das maiores tendências para qualquer setor do mercado é a sustentabilidade. Diante de situações cada vez mais urgentes, os consumidores de hoje se preocupam em adquirir produtos e serviços de empresas que demonstrem uma consciência ambiental.

Nesse sentido, a marcenaria sustentável é fundamental para que o seu negócio possa crescer de maneira saudável e lucrativa, pois a tendência promete se intensificar cada vez mais.

A marcenaria sustentável preocupa-se com o impacto do setor na natureza, como quanto ao uso de madeira e outros materiais cuja exploração indevida ou exagerada, muitas vezes, traz prejuízos ao meio ambiente.

Mas como, exatamente, implementar a marcenaria sustentável na sua empresa? Com algumas práticas simples e eficientes, você conseguirá fazer isso com sucesso. Continue a leitura e mãos à obra!

1. Utilize madeira sustentável

Como adiantamos na introdução, a utilização de madeira sustentável é um dos pilares para implementar a consciência ambiental em sua marcenaria.

Dessa forma, o impacto à natureza é reduzido significativamente, e você ainda consegue produzir itens esteticamente atraentes sem que isso resulte em um valor alto demais para o cliente.

2. Reutilize materiais

Outras marcenarias, fábricas de diversos ramos e a indústria da construção civil geram um grande volume de resíduos — materiais e restos que não têm utilidade para eles, mas que ainda encontram-se em perfeito estado de conservação.

Então, que tal aproveitar essas peças para construir móveis exclusivos e originais que sigam a linha da marcenaria sustentável? Esses produtos podem ser um grande diferencial para o seu estabelecimento, e os clientes também se atrairão pelo fato de que o material utilizado para a construção foi reutilizado.

Tudo isso agrega valor tanto ao produto em si quanto para a sua marcenaria. Além disso, a reutilização de materiais gera uma rede de sustentabilidade formada por diferentes empresas que fornecem resíduos umas para as outras, contribuindo de forma geral para a sustentabilidade.

3. Pratique a economia e a sustentabilidade em todos os processos

Não adianta nada investir pesado na utilização de madeiras sustentáveis e de material reciclado se a marcenaria gasta água e eletricidade sem cuidado algum, não é mesmo?

A sustentabilidade também depende muito de comportamentos e hábitos cotidianos — que podem ser insignificantes quando isolados mas que, ao considerarmos que somos milhões de pessoas realizando esses atos o dia todo apenas no Brasil, ocasionam um enorme impacto.

Portanto, invista em uma campanha de conscientização que envolva todos os colaboradores da marcenaria. Procure reduzir tudo o que for possível quanto ao uso de eletricidade e água, cuidando, por exemplo, ao não deixar torneiras pingando, luzes acesas desnecessariamente, máquinas funcionando à toa etc.

Com isso, você cria um ambiente verdadeiramente sustentável em todos os sentidos. Quando a equipe toda se envolve nessa missão, fica mais fácil implementar os preceitos da marcenaria sustentável.

4. Conte com a ajuda da tecnologia

Sistemas de gestão, de desenvolvimento de projetos de marcenaria e para as máquinas de corte, entre outras, proporcionam uma grande economia de tempo, de dinheiro e até mesmo de material.

E, como já vimos, a economia também faz parte da marcenaria sustentável. Sendo assim, o investimento inicial nessas novas tecnologias e ferramentas logo vai ser recuperado por meio da economia em diversos pontos que você conquistará.

Além disso, a inovação tecnológica é outro ponto fundamental para o desenvolvimento futuro da empresa e para que você possa manter-se competitivo no mercado.

Gostou de conhecer a marcenaria sustentável e como você pode aplicá-la no seu negócio? Para mais dicas como as do post de hoje, siga-nos no Facebook, no YouTube e no Instagram, e fique por dentro de todas as nossas novidades!

Sobre Francisco | Promob

Especialista no universo da marcenaria, atua também como executivo de relacionamento e colaborador de conteúdo na Promob. Profissional com experiência no setor moveleiro, projeto de móveis e ambientes internos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *