Saiba como calcular o lucro de um projeto de design de interiores

Tempo de leitura: 5 minutos

Como designer de interiores, você está sempre criando projetos e tendo ideias diferenciadas. Mas você já parou para se perguntar se sabe calcular o lucro da sua proposta?

Um erro cometido por vários profissionais é exatamente esse: não saber cobrar pelo trabalho que estão desenvolvendo. O resultado é uma pequena margem de lucro, que pode até inviabilizar o seu trabalho como designer de interiores.

Por outro lado, deve-se evitar cobrar um valor muito alto pelos serviços, porque isso pode afetar os clientes e fazer você perder competitividade perante a concorrência.

Para resolver esse problema, este post vai mostrar exatamente de que forma o lucro de seus projetos pode ser calculado. Quer entender melhor esse assunto? Continue lendo!

Como calcular o lucro do seu projeto?

Essa é uma pergunta bastante comum entre os designers de interiores. Apesar de não ser difícil chegar ao valor a ser cobrado e ao montante referente ao lucro, é preciso empregar esforços para analisar os custos que tem e a mão de obra investida.

Compreender todas essas variáveis é fundamental para formular um preço correto para seu projeto e fazer o orçamento do serviço. Essa também é uma maneira de conhecer o ROI (retorno sobre o investimento) da proposta. Quanto melhor for esse índice, melhor é o resultado.

Veja a seguir um passo a passo que vai lhe ajudar a determinar o valor do projeto e, então, chegar ao lucro:

Analise suas despesas

Esse cálculo pode ser complexo, especialmente se você criar seus projetos nos momentos de folga. No entanto, ele é necessário e costuma ser uma das principais falhas entre os designers de interiores.

O primeiro passo para analisar suas despesas é colocar na ponta do lápis todos os gastos fixos, por exemplo, aluguel (se você tiver um escritório), manutenção, salário de colaboradores ou participação de parceiros, depreciação de máquinas (por exemplo, computadores) licenças de softwares, entre outros.

Lembre-se também de incluir o pró-labore, que é a remuneração do empreendedor. Não o confunda com o lucro, que é mais abrangente, já que uma parte desse valor deve ser destinada a futuros investimentos.

Outro detalhe relevante é incluir os impostos, que também fazem parte das despesas. Caso você faça o acompanhamento do projeto, lembre-se de acrescentar esse valor ao preço final.

Conheça sua produtividade

Esse item é mais difícil de ser analisado, principalmente se você estiver começando agora a criar projetos. Com o tempo, se tornará mais simples, porque você já tem uma ideia de quanto tempo vai demorar para realizar determinada ação.

Tenha em mente que uma proposta precificada de maneira errônea ou que se torna longa demais impacta diretamente o lucro. Sem contar que você fica mais suscetível a problemas de dinheiro durante a execução do projeto.

Uma ideia é calcular o valor da sua hora de trabalho. Por exemplo: você usa 2 horas por dia de segunda a sexta para fazer o projeto. Em um mês com 22 dias úteis você terá empregado 44 horas (22 x 2 = 44).

Se o seu gasto é de R$ 1.000 nesse período de tempo, é só dividir esse montante pelo total de horas. Nesse caso chegaremos ao valor de R$ 22,72 por hora.

Outra solução seria acrescentar uma taxa de lucro em cima do valor final do projeto. Por exemplo: 10% sobre o montante.

Avalie o mercado

Essa medida permite verificar o valor cobrado por outros designers de interiores na sua região. Esse dado pode ser conseguido por meio de conversas com outros profissionais, pesquisas e questionamentos junto aos consumidores.

O objetivo é estabelecer um parâmetro para o seu negócio e analisar se vale a pena ao contabilizar as despesas e a produtividade.

Considere sua assinatura

Um projeto de designer de interiores possui aspectos intangíveis que devem ser considerados. É o caso da sua assinatura, pois ela agrega valor ao serviço e, por isso, deve ser considerada.

Vale a pena destacar que esse item não se refere ao lucro, mas sim ao custo de autoria do projeto. Por isso, quanto mais conhecido for, mais alto é o valor e o inverso também é válido.

Para ter certeza do patamar em que está, compare seu portfólio com o da concorrência e peça ajuda a especialistas e amigos.

Leve em conta o valor do projeto

Esse item pode ser analisado de diferentes formas, mas uma das mais comuns é o preço do metro quadrado. Esse quesito pode ser acrescido de outros detalhes, como a região de localização do imóvel e a sofisticação dos acabamentos.

Por outro lado, você pode optar por outros métodos de cálculo do valor do projeto, por exemplo, o percentual. Nesse caso, a ideia é cobrar entre 2% e 15% do preço total da obra. O objetivo é que essa fórmula já calcule os seus gastos, o tamanho do projeto e a sofisticação da proposta.

Calcule o lucro do projeto

Nesse momento, chegamos ao assunto de que estamos tratando. É importante saber que o lucro é o retorno do capital que foi aplicado. Ou seja, depois de analisar os custos é preciso adicionar uma margem de ganho.

É razoável cobrar entre 2% e 4% como margem de lucro, mas se os seus custos forem baixos, é possível adicionar um percentual mais alto. Tudo vai depender do projeto que está delineando.

De modo geral, o ROI pode ser calculado pela fórmula: (ganho obtido – investimento inicial) / investimento inicial x100. O resultado será um percentual que apresentará a eficiência do projeto para gerar caixa.

Se o resultado for de 30%, isso indica que terá R$ 130 de rendimento a cada R$ 100 aplicado. Esse resultado indica se você está no caminho certo ou se precisa ajustar a precificação das próximas propostas.

Você também passa a profissionalizar mais o seu serviço e pode definir de modo mais claro a sua margem de lucro, que servirá como referência para propostas posteriores. Lembre-se de contar com a ajuda da tecnologia, que possibilitará executar cálculos mais precisos e com base em dados atualizados.

Gostou de entender melhor como calcular o lucro do seu projeto de design de interiores? Deixe seu comentário caso tenha ficado com alguma dúvida ou se tiver alguma sugestão ou colaboração.

Sobre Alexa | Promob

Designer de Interiores, executiva de relacionamento e colaboradora de conteúdo na Promob. Profissional com experiência em projeto de ambientes internos, tendências e inovação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *